Um blog do Travellerspoint

Chegando em Londres

Sexto dia (sábado, 09.05.09)

Depois de Paris, Londres.
Pra mim, um destino bem especial. Fiz aaaanos de inglês na Cultura Inglesa. Além da língua, estudava os costumes britânicos, os parques londrinos, a comida, o governo e todas aquelas histórias sobre a monarquia. Tive professores que moraram lá e sempre achei que Londres teria um pouco de capital do mundo - no que, aliás, eu estava certo!
Também achava que deveria ter algum charme atravessar o Canal da Mancha no Eurostar.
Assim, muito antes de chegar em terras inglesas, reservei as passagens. Hoje, acho que tudo pode ser feito on-line (aqui, o Eurostar, pra esse e outros trechos). Em 2009, não. O site me indicava escritórios credenciados mundo afora para a venda das passagens e a compra do trecho Paris-Londres/Londres-Paris só podia ser feita lá. No Rio, me indicaram a ABS Produtos Turísticos, com a qual não tive qualquer problema. Comprei em dezembro pra viajar em maio. Foi a antecedência suficiente pra pagar a tarifa mais baixa. Os bilhetes eram entregues na hora da compra, eu assinava um livro e tinha que guardá-los, como um título ao portador. Perdeu os bilhetes, perdeu a viagem e não tem mais conversa.
Não os perdi e naquela manhã de maio, então, estávamos nós na Estação Gare du Nord, em Paris, embarcando rumo a Londres. Tudo mega organizado. Conforto nota 10, com a vantagem de embarcar no centro de Paris e cerca de duas horas e quinze depois, desembarcar no centro de Londres.
O desembarque foi - e acho que ainda é - na Estação St. Pancras, que nos recebe com um beijo apaixonado ;)

DSC03538.jpg

Depois de quase uma semana pedindo licença pra falar inglês e tentando acertar o sotaque francês, agora eu estava em casa! Nada como falar e ser entendido "em tempo real", nas terras da Rainha! rs
Na própria estação compramos um bilhete de metrô e, "Mind the Gap!", seguimos até a estação Old Street, a mais próxima do Hoxton Hotel (81 Great Eastern Street).
O hotel merece uma referência especial. Todo novinho, tipo hotel design, com preços justos e promoções incríveis pro padrão londrino, internet free na recepção, um lounge que bomba de gente bonita e boa música depois das 19 h sem incomodar os hóspedes e um restaurante muito bom, também no térreo. Cada andar tem uma cor de iluminação diferente. Quarto com banheiro excelente, chuveiro violento, tv de plasma e serviço de chá, entre outros agrados. Durante a noite, o hóspede encontra uma sacolinha de papel pendurada na maçaneta. Marca nela mesmo o que vai querer de café da manhã (frutas, iogurte...) e, acordando, é só recolhê-la com o café, também na porta.
Pois bem... mais uma vez conseguimos um early check-in e fomos explorar a região próxima ao hotel. Guia e mapa nas mãos, aos poucos íamos identificando algumas imagens conhecidas, como o Lloyd's Building...

DSC03544.jpg

... e um edifício que já é um dos símbolos da cidade, parece um abacaxi e só lá nós descobrimos que se chama Gherkin:

DSC03539.jpg

Mais uns 10 minutinhos de caminhada e já chegávamos às margens do Tâmisa. De um certo ponto, avistávamos a Tower Bridge...

DSC03551.jpg

... e City Hall, sede da prefeitura...

DSC03553.jpg

Também por ali, a Tower of London, que merece a visita!

DSC03567.jpg

Pra quem gosta de história, a Torre foi residência real até o século XVII, e todos os monarcas passam a noite ali antes da sua coroação. Serviu de fortaleza, palácio e palco de execuções. As jóias da coroa britânica também lá estão guardadas, num cofre subterrâneo chamado Casa das Jóias. Entre seus moradores mais ilustres, ali esteve Henrique VIII, o rei que se destacou principalmente pela reforma da Igreja inglesa, quando, desafiando a autoridade do Papa, divorciou-se da primeira mulher, Catarina de Aragão e fundou a igreja Anglicana (sem falar nos seus seis casamentos ?!?).

DSC03581.jpg DSC03582.jpg

Pra gente, o que ficou foi a impressão de um museu (?) mega organizado, com as suas construções muito bem conservadas, que mostra muito da cultura local e que nos valeu pela troca da guarda! Pronto. Vista ali, estaríamos dispensados da muvuca de Buckingham.
De lá, metrô até a estação Westminster pra o encontro que faltava. Subindo as escadas da estação, olhe para trás: o Big Ben, mais londrino impossível, pronto para as fotos, como um velho lord cuidando do Parlamento.

DSC03744.jpg

DSC03745.jpg

Pra terminar o dia, cruzamos a ponte e chegamos aos domínios da London Eye:

DSC03746.jpg DSC03773.jpg

Como estávamos em lua de mel e longas filas não estavam nos planos, eu já havia reservado nossas entradas pelo site. Programei para as 20 h, numa "cápsula" especial com direito a "priority boarding" e champagne, por um preço que não quebra ninguém.

DSC03755.jpgDSC03761.jpgDSC03758.jpg

E depois de um dia intenso, descanso merecido! Boa noite, Londres...

DSC03810.jpg

Publicado por wbelisario 20:54 Arquivado em Reino Unido Tagged londres

Envie por email este textoFacebookStumbleUpon

Índice

Seja o primeiro a incluir um comentário sobre este texto.

Comments on this blog entry are now closed to non-Travellerspoint members. You can still leave a comment if you are a member of Travellerspoint.

Informe abaixo os detalhes da sua conta no Travellerspoint

( O que é isso? )

Se você não é ainda um membro do Travellerspoint, inscreva-se grátis.

Inscreva-se no Travellerspoint