Um blog do Travellerspoint

Chegando em Vienna

DÉCIMO SEGUNDO DIA (15.05.09, SEXTA-FEIRA)

Saímos de Amsterdan às 9:15 h, voando pela Sky Europe e chegamos no aeroporto de Viena às 11:10 h.
Pesquisando um pouco antes da viagem, descobri algumas informações importantes.
A melhor referência é o "Ring", ou a "Ringstrasse". É, como o nome diz, um "anel" que circula a cidade antiga, dentro do qual estão quase todas as atrações. Dizem até que um bom passeio é pegar o bonde nº 1, que faz esse trajeto, descendo e subindo onde mais interessar.
Outra coisa bacana de saber é o seguinte: Viena, como São Paulo, é uma cidade de negócios, o que significa bons descontos na rede hoteleira para diárias de sexta-feira a domingo, especialmente para os hotéis mais bem localizados (dentro do Ring).
Dito isso, nesse esquema de um belo desconto, nos hospedamos no Vienna Marriot Hotel, bem central, em frente ao Parque Municipal, o Stadtpark, a uma caminhada de 10 minutos do Ópera e da Catedral de Santo Estevão.
Já na chegada, choque cultural: pegamos o metrô do aeroporto até o Stadtpark, descemos carregados de malas e avistamos o nosso hotel bem na hora em que o sinal fechou para os carros. Estávamos a uns 5 metros da faixa de pedestres e sequer havia carros parados. Ok... vamos lá. Quando pusemos os pés na rua, vergonha total. Um grupo de uns oito ou dez adolescentes que cruzavam a rua rigorosamente em cima da faixa interrompeu sua conversa e nos olhou fixamente, impressionados, como se fôssemos verdadeiros ETs - sim, porque só mesmo ETs cruzariam a rua fora da faixa! Então, fica a dica: em Viena, faça como os vienenses. Não atravesse fora da faixa, nem pense em avançar sinais, não pise na grama, não fure filas, não se atrase, bom dia, boa tarde, boa noite, por favor e muito obrigado. Um pouco de civilidade não faz mal a ninguém. Afinal, você está na Áustria.
Check in feito, saímos para dar uma volta e comer alguma coisa.
Voltamos ao Stadtpark...

DSC04437.jpg

... onde eu procurava por uma das imagens mais conhecidas e simpáticas da cidade, a estátua de Johann Strauss:

DSC04438.jpg

Comemos um schnitzel num restaurante típico a caminho da Catedral de Santo Estevão e seguimos para lá:

DSC04434.jpg

A praça da igreja é super movimentada, cheia de cafés e gente transitando pelas ruas que a cruzam. Lá você também vai encontrar duas coisas bem típicas: as carruagens para passeios com os turistas e uma galera com trajes de época vendendo tickets para os muitos concertos que acontecem nas óperas, nas casas de música ou mesmo nas igrejas de Viena. Dispensamos as carruagens e optamos pelo concerto. Engraçada foi a reação da vendedora quando dissemos ser do Rio de Janeiro. "E o que estão fazendo por aqui, nesse frio? São loucos?"... besteira. Viena é linda, super vale a visita e em maio o frio não chega a incomodar, dando um certo charme à cidade. Além disso, gosto muito de andar por cidades que têm uma marca própria. Viena é assim. Tem cara de imperial. As construções, as paredes largas, as cores, a luz, as ruas de paralelepípedos, as roupas. Tudo te mostra que você está num lugar diferente.
Voltamos pra curtir um pouquinho do hotel e descobrimos outra curiosidade: as pessoas fazem sauna nuas. Tudo junto e misturado. Homens e mulheres, sem nenhum olhar de curiosidade ou de reprovação. Me recuso a contar a forma inusitada como fiz essa descoberta. E também não descreveria os detalhes anatômicos da senhorinha ou do tiozinho que encontrei na sauna do hotel... nada que um mergulho na piscina e um abraço da esposa não ajude a superar ;) Pelo menos consegui evitar que a Sarah tivesse a mesma surpresa.

Publicado por wbelisario 3:31 Arquivado em Áustria Tagged vienna stadtpark viena st_stephansdom catedral_de_santo_estevão johann_strauss_monument

Envie por email este textoFacebookStumbleUpon

Índice

Seja o primeiro a incluir um comentário sobre este texto.

Comments on this blog entry are now closed to non-Travellerspoint members. You can still leave a comment if you are a member of Travellerspoint.

Informe abaixo os detalhes da sua conta no Travellerspoint

( O que é isso? )

Se você não é ainda um membro do Travellerspoint, inscreva-se grátis.

Inscreva-se no Travellerspoint